Seguidores

TRADUTOR

terça-feira, 11 de abril de 2017

ONZE DE ABRIL






Para muitos nada quer dizer,
para alguns data inesquecível,
neste dia ao mundo veio,
aquela que de nossos corações seria,
a eterna rainha.


A beleza de sua alma,
em seus verdes olhos transparecia,
levava sempre a calma,
a palavra de esperança,
e os sábios conselhos.


Aos pequenos se dedicava,
de corpo e alma,
dos filhos a amiga leal,
da família o ombro certo,
dos amigos o refúgio.


Do seu eterno companheiro,
a cúmplice em todos os momentos,
a amiga, a esposa, a eterna namorada,
ele era seu mundo,
ela era seu universo.


Hoje sentimos tanta falta sua,
dos momentos não vividos,
das frases não ditas,
do abraço carinhoso,
da mão que nos guiava.


Mas sabemos do outro lado da ponte,
junto com outros nossos queridos,
você chora, ri e ora por nós,
e eu só posso te dizer:
muito te amo.


Obrigada minha irmã,
obrigada por permitir,
que eu fizesse parte de tua vida.


Hilda Maria você é inesquecível,depois de vinte e seis anos parece que foi ontem.
Luconi
11-04-2017


6 comentários:

  1. Lindo carinho e homenagem e ela, de onde está, deve ter gostado! As saudades são sempre presente, mesmo que o tempo passe! bjs, chica e FELIZ PÁSCOA pra ti e todos teus!

    ResponderExcluir
  2. Uma linda poesia de pleno amor e saudade à sua irmã que certamente recebe este seu carinho com muita alegria e felicidade.
    Tenha uma linda Páscoa.
    Élys.

    ResponderExcluir
  3. Uma linda eterna amizade de um amor que é eterno

    ResponderExcluir
  4. Lindo, Luconi! Bela homenagem de gratidão e amor eterno à tua querida irmã que hoje encanta no reino do céu. A saudade permanece, é eterna!
    "A saudade de hoje representa a alegria do reencontro no amanhã."
    Um grande abraço, minha amiga! Feliz Páscoa !!

    Estou atualizando minhas postagens no blog, quando puder passe lá.

    ResponderExcluir
  5. Pois é, cara amiga Luconi, nossos entes queridos que partem antes de nós continuam vivos em nossos corações. Um abraço daqui do sul. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  6. Vibram as cordas do violino sagrado aos ouvidos distantes quando é a saudade a compor a poesia! beijos

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO

LUCONI